Coletânea Enluaradas II:
UMA CIRANDA DE DEUSAS

187549831_3944746272259431_5859408148781
187728016_3956056847795040_2526551215073
LIVE LANC 5.jpg
LIVE LANC 2.jpg
LIVE LANC 6.jpg
BAIXAR.png

BAIXE O EDITAL Coletânea Enluaradas II:

Uma Ciranda de Deusas

 

 

basta clicar AQUI

《Quando você subestima o que você faz, o mundo vai subestimar quem você é.》

{Oprah Winfrey}

 

Enluaradas Selo Editorial, em parceria com   a  Sarasvati Editora, se lança a mais uma aventura poética; desta vez, com a Coletânea Enluaradas II: uma Ciranda de Deusas. Para acessar ao Edital e juntar-se a esta Ciranda de Deusa.

 Nossa segunda Coletânea Enluaradas traz como protagonista o Sagrado Feminino e evoca a união de mãos que se buscam, para juntas, celebrarmos, em ciranda, a Poesia. Nossa coletânea anseia a horizontalidade, anseia ocupar espaços, onde nossas vozes ecoem harmônicas pelo mundo, dizendo de nossos sonhos e do que nos é sagrado.

 Se a força que te move é a Poesia, em sua plenitude, então vem fazer parte do Projeto Enluaradas, porque

DE MÃOS DADAS SOMOS DEUSAS; JUNTAS,

AS ENLUARADAS!

194801278_10215284440224496_1351755255355270275_n.jpg

"Y estoy yo. Que soy una en todas esas mujeres. Y estás tú. Que eres todas esas mujeres en una".

{Elvira Sastre}

 

ADRIANA TEIXEIRA SIMONI – Gaúcha de Porto Alegre-RS, Graduada em Serviço Social, musicista, blogueira, escritora, contista e poeta. Mantém ativo o Blog Vida que te quero bem com poesias, contos e crônicas. Tem participação em várias antologias nacionais e internacionais com poemas, contos e relatos.

218359426_10215423016328812_5471954954360870710_n.jpg

“Quando percebi que eu sou poetisa fiquei triste porque o excesso de imaginação era demasiado.”

{Carolina Maria de Jesus}

 ALE HEIDENREICH é de Recife - PE e vive desde 2004, na Alemanha. Iniciou-se na escrita poética através da Coletânea Enluaradas I: Se Essa Lua Fosse Nossa. Desde então não mais parou, e tem participações nas seguintes publicações: Mulherio das Letras Portugal; Que nem Jiló; (In)Sensíveis Sentimentos; Deixe-se Florescer e Mulheres Imortais.

ALINE.jpg

《O silêncio se fez meta./ Finjo odiar a chuva/ Ignoro o sofrimento/ Fujo da loucura/ Mas de dentro do meu eu/ Este poema me censura.》

{CENSURA, de Ierecê Barbosa}

 

ALINE GALVÃO é jornalista, escritora, poeta. Amazonense, de Manaus, já participou da antologia “A imortalidade amazônica II”, das coletâneas “O universo poético da mulher amazonense” e “Coletânea Enluaradas I – Se Essa Lua Fosse Nossa” e Antologia “Permita-se florescer”.

.

.

.

199673394_10215272537046924_3877924292697710112_n.jpg

“O potencial da humanidade é infinito e todo ser tem uma contribuição a fazer por um mundo mais grandioso. Estamos todos nele juntos. Somos UM”.

{Helena Blavatsky}

 

AMANDA PEREIRA SANTOS é escritora, bacharela em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda (UFG) e especialista em Influência Digital: Conteúdo e Estratégia (PUCRS). Também é Acadêmica Imortal Vitalícia da Academia Internacional Mulheres das Letras e Membra da Academia Internacional de Literatura Brasileira.

.

217344676_10215464135516766_7310345607716500061_n.jpg

《o tempo açoita a vida noite e dia

e ele chora, tropeça, levanta e continua.

Só a esperança anima a travessia;

e a alma corre, descabelada e nua.》

{ Dagmar Destêrro}

 

ANNA LIZ, de Santa Luzia, Maranhão, é poeta, cronista e professora. Tem participação em quase 100 antologias, sete livros solo publicados. Possui vários prêmios de Literatura. Faz parte de algumas Academias e Núcleos Acadêmicos de Letras e Artes no Brasil, Chile, Argentina e Portugal e, atualmente, é presidente/coordenadora da Associação de Jornalistas e Escritoras Brasileiras, coordenadoria Maranhão (AJEB-MA).

193033889_10215411158752380_2089634018218376520_n.jpg

《A palavra inadimplente / foge escorrega / não se faz ver / Sem ela o sentido falha / A folha / imaculada se torna / E o sentimento / que jorra do peito / enrijece emudece / recolhe-se em concha silente / e desaparece.》

{A palavra inadimplente, de Elisabeth Rennó}

 

ARTANE INARDE é jurista, escritora, poeta, compositora e cantora. É coautora de: Mulheres das Letras, Ed. Esp. Salão do Livro de Genebra; Elas e As Letras Insubmissão; Histórias de Quarentena; Parem as Máquinas, O Livro das Marias II; Escrituras Negras II; Coletânea Enluaradas I: Se Essa Lua Fosse Nossa (versão digital) e Conto Entre Versos.

.

217409474_10215399099210899_7950013175808045498_n.jpg

《Tudo na vida pode ser escrito se você tiver a coragem de fazê-lo e a imaginação para improvisar. O pior inimigo da criatividade é a insegurança.》

{Sylvia Plath}

BELISE CAMPOS  é contista, mas também se arrisca na poesia. Escreve desde criança. Publicou nas Revistas LiteraLivre e Toma Aí Um Poema. Leitora ávida dos autores russos e dos poetas românticos. Formada em Psicologia pela Universidade Positivo, com especialização na Universidade da Colúmbia Britânica.

.

.

CAROL.jpg

《Dai-me, Senhor, a perseverança das ondas do mar, que fazem de cada recuo um ponto de partida para um novo avanço.》

{Gabriela Mistral}

 

CAROL CARPIZO é formada em Administração de Empresas e Pedagogia. Trabalha com crianças com diversidade funcional e exerce um voluntariado com imigrantes e pessoas em exclusão social. Nos momentos livres, escreve pequenos relatos. Também gosta de atuar, contando histórias para crianças e adultos.

.

196801689_10215321007178647_2908444669080945361_n.jpg

“o mundo / te dá / tanta dor / e aqui está você /transformando-a em ouro”

{Rupi Kaur}

CAROLINA FERREIRA - Farmacêutica de formação e também fotógrafa, escreve desde pequena e considera a arte como uma grande parte de sua vida e parte principal de suas atividades. Apaixonada pela forma como as palavras conectam pessoas e ideias e por como elas abrem porta para a maneira de enxergar o mundo.

.

201593154_10215334835684351_8191200609053229817_n.jpg

“Ouve-me, ouve o meu silêncio. O que falo nunca é o que falo e sim outra coisa. Capta essa outra coisa de que na verdade falo porque eu mesma não posso.”

{Clarice Lispector}

 

CÁTIA CASTILHO SIMON - Doutora em estudos da literatura brasileira, portuguesa e luso-africanas, pela UFRGS. Publicações recentes: Psicografadas - contos, (várias autoras). Porto Alegre:Território das Artes, 2020. E-books: Todas escrevemos (várias autoras) – Edição: Fora da Asa – Instagram/2020; Coletânea Enluaradas I: Se essa Lua Fosse Nossa [livro eletrônico].

.

.

CELIA.jpg

《As melhores mentiras sempre estão misturadas com a verdade.》

{Sarah J. Maas}


CÉLIA OLIVEIRA – nasceu em Sobral-CE. Escreveu O Melhor Tempo, Na Quietude da Noite, Recôndito das Pérolas, Viagem de Nós e de outros dias, Enquanto Dormem as Garças.

210760893_10215379040749450_4074150304655612387_n.jpg

 “Yo no tengo ideas, sólo tengo palabras y silencios.”

{Marguerite Duras}

 

CLAUDIA CARPIZO é dentista, mas sempre amou a poesia. Desde criança ensaiava pequenos passos no que hoje é a sua grande paixão. Poeta diletante que divide com amigos e familiares seu encanto diante da poesia natural em que a vida se apresenta no cotidiano.

.

CLEIDE.jpg

“Literatura é liberdade.”

{Susan Sontag}

 

CLEIDE BERNAL iniciou suas publicações poéticas em Coletâneas em 2008 em vários veículos de Editoras. Em publicações individuais com prosa em “Histórias Reais e Fantásticas”, pela Editora Taba Cultural, Rio de Janeiro, em 2010; “A Flor e o Cacto” – Poemas e Prosa, pela Editora Premius, Fortaleza

196363217_10215257784678124_5148930205927017582_n.jpg

O Enluaradas Selo Editorial, em parceria com a Sarasvati Editora, se lança a mais uma aventura poética; desta vez, com a Coletânea Enluaradas II: uma Ciranda de Deusas.

CRISTIANE DE MESQUITA ALVES é doutora em Comunicação, Linguagens e Cultura (UNAMA/ Bolsista Prosup/CAPES). Professora Adjunta de Literatura Hispanófona do ILC/UFPA. Autora de livros acadêmicos e o de poesias Riscos de Mulher (Ed. Todas as Musas).

233356373_10215519949672085_8703872012422643805_n.jpg

“quem ri quando goza/ é poesia/ até quando é prosa”

{Alice Ruiz}

 

DALVA LOBO publicou na revista “Travessias Literárias” – plataforma do Facebook. Em 2020 publicou, em parceria, a obra “A revolução pelo ócio: Lições poético-filosóficas para o século XXI”, e em julho de 2021, publicou a obra “Catatau: dos labirintos da linguagem à criação de ambiências sonoras”, lançada no mesmo canal.

207661097_10215331171592751_630419008672704019_n.jpg

“Gosto de dizer ainda que a escrita é para mim o movimento de dança-canto que o meu corpo não executou, é a senha pela qual eu acesso o mundo.”

{Conceição Evaristo}

 

DANI ESPÍNDOLA  é poeta, tradutora e professora de língua inglesa e portuguesa. Em 2020, lançou seu e-book de poesia chamado “TANTO FIZ QUE DEU POEMA” (download gratuito) e publicou cerca de 300 poemas em suas redes sociais. Atualmente, dedica-se à escrita de seu novo livro de poemas, prosa-poética e microcontos.

.

233389849_10215506874945225_6273468643004285400_n.jpg

“No me importa contar cosas terribles si consigo hacerlas divertidas (…) Exagero mucho, y a menudo mezclo la realidad con la ficción, pero de hecho nunca miento.”

{Lucia Berlin}

 

DANIELLE LOPES é poeta, professora e contadora de histórias em formação. Doutora em Literatura e membro da AIML e AALIB.

DINA.jpg

“Ser o nosso próprio mestre é ser escravo de nós mesmos”

{Natalie Clifford Barney}

 

DINÁ VICENTE, de Cuiabá-MT, Brasil, é advogada, poeta e compositora. Integrante do Coletivo Literário Maria Taquara. Participou do projeto internacional Antologia Literária Dias de Reclusão e do Projeto Enluaradas l - Se Essa Lua Fosse Minha. Está com seu livro "Estações Poéticas" em fase de publicação.

.

211368875_10215350414513812_3672854219438044604_n.jpg

“Canta, poeta, a liberdade, - canta. / Que fora o mundo sem fanal tão grato... / Anjo baixado da celeste altura, / Que espanca as trevas deste mundo ingrato. / Oh! sim, poeta, liberdade, e glória / Toma por timbre, e viverás na história.”

{Maria Firmina dos Reis}

 

DORLENE MACEDO, nascida em de Independência CE – Brasil. É Fonoaudióloga. Membro Acadêmica da ALB – Academia de Literatura Brasil, poetisa, escreve poemas em vários estilos e participou de várias antologias, escreve desde criança. Site: dorlenemacedopoemas.com.br

201458936_10215276601308528_1698008058098377143_n.jpg

“Que nada nos limite, que nada nos defina, que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância, já que viver é ser livre.”

{Simone de Beauvoir}

 

ELISA LAGO, de Pedreiras-Maranhão-Brasil. Cantora, Compositora, Poetisa; autora dos livros: "Rascunhos de gaveta" e "Sonoridade"; coautora em diversas Antologias; membro da Academia Poética Brasileira, da Academia Pedreirense de Letras, e da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil.

.

.

196899964_10215289100501000_7884526105997793243_n.jpg

Tragediazinha

Cansou-se da eterna espera

o morno amor chove-não-molha

e retirou seu cavalinho

da chuva peneirando lá fora.

Casou-se com a igreja

o fogão a máquina de costura

e recheou os frios dias

de tríduos e novenas

biscoitos bolos rendas.

Mas na calada da noite

no recato escuro

ainda embala o velho sonho

de um amor absoluto.

{Astrid Cabral}

 

ELIZABETE NASCIMENTO é Doutora em Estudos Literários pela Universidade do Estado de Mato Grosso/ PPGEL- UNEMAT. Autora de livros, com participação em diversas coletâneas literárias (poesia) e Membro do grupo de Pesquisa: Poética Contemporânea de Autoria Feminina do Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil, UNIR/Universidade de Rondônia.

.

.

FATIMA.jpg

“redesenhada por hábeis cirurgiões, não evitava o olhar já vivido, a melancolia de quem não pôde operar os desgostos.”

{Rosiska Darcy de Oliveira}

 

FÁTIMA SÁ SARMENTO, professora, paraibana, escritora e poeta, participante de várias Antologias, um livro solo: Rompendo a Aurora entre Versos, Rimas e Prosa pela Recanto das Letras.

FRANCIS.jpg

“Poeta não é somente o que escreve.

É aquele que sente a poesia, se extasia sensível ao achado de uma rima à autenticidade de um verso.”

{Cora Coralina}

 

FRANCIS MARY, acreana, advogada, poeta e treinadora comportamental. Publicou seis livros: A Noite em que a lua caiu no açude (2. Edição - 2021), Gogó de Sola, Flor do Astral (2016), Pré Históricase Outros Livros (2004), A Noite em que a lua caiu no açude (1998), Gota a gota (1982) e Akiri, um grito no meio da mata (1978).

GLAFIRA.jpg

“Ser mulher, e, oh! atroz, tantálica tristeza! / ficar na vida qual uma águia inerte, presa / nos pesados grilhões dos preceitos sociais!”

{Gilka Machado}

 

GLAFIRA MENEZES CORTI, professora paulistana, membro do Coletivo São Paulo de Literatura e da Academia Contemporânea de Letras. Atua voluntariamente como palhaça Pitanga, oficineira de escrita/ leitura e contadora de histórias. Tem três livros publicados “Tamborilando com Letras”, “Pra Você” e o infantil “Eu fizio porque quizio”.

.

.

GUATAÇARA.jpg

“Não me afasto do esquema / que o meu ser vertical semeia./ Morro sempre num poema, / ressurjo com a lua cheia, / uso símbolos e pertenço / a um ritual que tonteia / os que não têm força nem senso /para transpor o infinito.”

{Violeta Branca}

 

GUATAÇARA SILVA é amazonense de Tefé. É poeta e escritora, acredita que escrever é um ato de amor, sendo uma eterna aprendiz da poesia, a concebe com entusiasmo para compor seus escritos.

232177194_10215488104395973_5449950463557672945_n.jpg

“No Brasil, poeta morre de fome.

Mas sou apaixonada por este malandro chamado literatura

e não viveria sem ele.”

{Olga Savary}

 

HELIANA BARRIGA é poeta, escritora, trovadora, cordelista, compositora, violonista, sanfoneira, percussionista, apresentadora, performer, intérprete, brincante, animadora literária, palhaça, oficineira, cuidadora de plantas, mentora de projetos artísticos, poeta do cotidiano.

199903037_10215268527226681_5415141161284266569_n.jpg

“A coisa mais fina do mundo é o sentimento”.

[Adélia Prado]

 

HELIENE ROSA, de Uberlândia, em Minas Gerais, é professora, contadora de histórias, poeta e escritora. Doutora em Estudos Literários e pesquisadora das poéticas femininas. Participou de diversas antologias/coletâneas. Militante do Movimento Negro, luta pelas causas das mulheres.

.

.

218464399_10215455209253615_6006543162314264229_n.jpg

“Quando os homens despertarem/ do silêncio/ As máscaras serão rostos humanos”

{Sinfonia, in “Pariência”, de Regina Melo}

 

HYDELVÍDIA CAVALCANTE é natural de Manaus, Amazonas. Doutora em Linguística, Mestre em Letras. Membro da ALB-AM. Professora, poeta e escritora. Autora de trabalhos científicos, projetos pedagógicos e sociais, poemas, contos e do Primeiro Trabalho Dialetológico do Estado do Amazonas.

201147141_10215315466440132_6643170772654442923_n.jpg

“São precisas / palavras que inventaram / seu percurso / e cantam sobre a língua. / Para dizer certas coisas / são precisas palavras / que amanhecem.”

{Marina Colasanti}

 

ISA CORGOSINHO, de Brasília/DF, professora universitária aposentada, poeta. Mestre e doutora em Teoria Literária pela UnB/Universitàdi Roma – Sapienza. Tese sobre Italo Calvino e autora de artigos e ensaios sobre literatura nacional e italiana. Escreve poemas desde 2003. Participou da Coletânea Colheita 5 – Celeiro Literário Brasiliense, Leia-me. (editoraArts Letras, 2020). Coletânea enluaradas I, 2021. Livro Memórias da pele. Mulherio das letras, Coleção III, (Vienas abertas, 2021).

.

.

205098569_10215307838369435_5938152983731498165_n.jpg

“Apesar das ruínas e da morte,

Onde sempre acabou cada ilusão,

A força dos meus sonhos é tão forte,

Que de tudo renasce a exaltação

E nunca as minhas mãos ficam vazias.”

{Sophia de Mello Breyner Andresen}

 

JANETE MANACÁ encontra na escrita uma fiel aliada. De mãos dadas com a poesia ela tece ou destece conforme a necessidade da sua travessia. E segue arrancando todas as máscaras num processo de lapidação necessário ao despertar consciencial para adentrar o portal da nova terra.

.

.

JESSICA.jpg

“A humanidade é masculina e o homem define a mulher não em si mas relativamente a ele; ela não é considerada um ser autônomo. [...] A mulher determina-se e diferencia-se em relação ao homem e não este em relação a ela; a fêmea é o inessencial perante o essencial. O homem é o sujeito, o absoluto; ela é o Outro.”

{Beauvoir, 1970, p.10}

 

JÉSSICA IANCOSKI publicou em várias antologias e revistas, nacionais e internacionais. Teve o poema “Rotina Decadente” reconhecido pela Academia Paranaense de Letras, aos 16 anos. É idealizadora do Toma Aí Um Poema – o maior podcast lusófono de declamação de poesias e, também, revista literária digital. Nasceu em Curitiba/Paraná em 1996.

210865684_10215343013248785_3901657301687050564_n.jpg

“O poema me tocou / Com sua graça, / Com suas patas de pluma, / com seu hálito / De brisa perfumada.”

{Myriam Fraga}

 

JOELMA QUEIROZ é Pedagoga, Escritora e Contadora de histórias (Jó conta e encanta no YOUTUBE). Já publicou 4 livros infantis: Cadê minha gatinha, O Renascer da Floresta, Dudu e o espelho da bisa e Bia liga-desliga. Participante de Antologias. Membro do Coletivo Mulherio das Letras, da AILB e da AIML (Academia Internacional Mulheres das Letras).

.

.

231166997_10215492461384895_2197958842545972362_n.jpg

“– Vem, curuminha, se perder às minhas margens. Vou lamber teu cio, levante a saia e abre as pernas, espoje na areia fina, espume entre as coxas e uive de gozo.”

{Vera do Val}

 

LENA MACENA é professora, formada em Artes Plásticas e Letras. Poeta, coautora em várias Antologias. Membro da ALCAMA - Academia de Letras e Culturas da Amazônia,e da Associação de Poetas e Escritores de Careiro - Am – AEPOCAM.

208293949_10215324583308048_2509110095738923001_n.jpg

“Sou a única atriz. / É difícil para uma mulher / interpretar uma peça toda. / A peça é a minha vida, / meu ato solo”

{Pagu}

 

LIANA TIMM - Artista multimídia, poeta, arquiteta e designer brasileira. Transita pelas artes visuais, literatura, artes cênicas e música. Tem participação em 44 publicações + 18 livros individuais de poesia + 18 textos de dramaturgia em coautoria. Dirige a TERRITÓRIO DAS ARTES editora e produtora cultural.

230279321_10215485366487527_6793128736993730699_n.jpg

“Vede, senhor, apodreceu na lama/ Eu a vi há muito tempo entre a folhagem/ Antes do vento lhe agitar a rama/ E do regato, sacudi-la à margem (...) Guardai Senhor, guardai este esqueleto/ Todo cuidado! É uma folha ainda/ Onde escrevo de leve este soneto.”

{ESQUELETO DA FOLHA, Laura Rosa}

 

LINDEVANIA MARTINS é maranhense, poeta, prosadora, pesquisadora, mestra em Cultura e Sociedade, mestranda em Direito Constitucional e defensora pública de defesa da mulher e população LGBT em São Luís do Maranhão. Possui quatro livros publicados, além de contos e poemas em diversas revistas e antologias. Ama livros, café e tardes chuvosas.

.

.

.

201289666_10215281475790387_7587328763842941693_n.jpg

“No dejes que le dé sed al árbol del que eres sol”.

{Frida Kahlo}

 

LUCILA BONINA SIMÕES é natural de Manaus, mas reside em Vargem Grande Paulista, SP. Desde sempre as artes da palavra povoam seu universo pessoal com histórias, poesia e música. É professora de Língua Portuguesa, Mestre em Letras e Artes e narradora de histórias. Publicou poesia nas Coletâneas Enluaradas I: Se essa lua fosse nossa; Coletânea I do Mulherio das Letras na Lua e Coletânea 2021 do Mulherio das Letras Portugal.

.

.

.

MALU.jpg

“Palavras. Palavras. Eu jogo com as palavras, com a esperança de que alguma combinação, mesmo que seja uma combinação por acaso, diga aquilo que eu quero dizer.”

{Doris May Lessing}

 

MALU BAUMGARTEN Escritora, fotógrafa e jornalista, estrangeira onde quer que esteja. Divulga seu trabalho no projeto multidisciplinar online Nós e Outras. Recentemente publicou no Correio de Povo de Porto Alegre, e nas mídias online Revista Escape, Parênteses e Notícias Gerais. Vive em Toronto com seu parceiro, o fotógrafo Joseph Freeman e o gato George. Não come animais.

.

MARCIA.jpg

“Estou atrás/ do despojamento mais inteiro/ da simplicidade mais erma/ da palavra mais recém nascida/ do inteiro mais despojado,/ do ermo mais simples/ do nascimento a mais da palavra.》

{Ana Cristina Cesar}

 

MÁRCIA MACHADO é paranaense, reside em Cáceres-MT, é professora e escritora, graduada em Letras, com mestrado e doutorado em Literatura. Participou de algumas coletâneas poéticas, é autora do livro Ebulição Interna (2020).

.

232471680_10215511847549537_9153406031441250633_n.jpg

“Você tem uma história dentro de você; ela está articulada e esperando para ser escrita – por trás do seu silêncio e sofrimento.”

{Anne Rice}

 

MÁRCIA DIAS publicou Os (des)ajustes da Palavra (2019) e Onde mora a poesia: palavrinhas para crianças de todas as estações (2020). Publicou poemas em antologias e revistas literárias, sites, blogs e redes sociais. É professora da Fundação Universidade Federal de Rondônia, no campus de Guajará-mirim.

MARGARIDA.jpg

“Com a ponta da língua pude sentir a semente apontando sob a polpa. Varei-a. O sumo ácido inundou-me a boca. Cuspi a semente: assim queria escrever, indo ao âmago do âmago até atingir a semente resguardada lá no fundo como um feto.”

{Lygia Fagundes Telles}

 

MARGARIDA MONTEJANO mora em Paulínia, SP. É Supervisora Educacional na Rede Municipal de Campinas, Poeta, Pedagoga, Ms em educação PUC Campinas, Dra. em Educação pela Unicamp; Pesquisadora do Loed/Unicamp e Produtora do Canal Literário – N’outras Palavras – histórias que inspiram, no Youtube.

MARIA ALICE.jpg

“El centro/ de un poema/ es otro poema/ el centro del centro/ es la ausência”

{“ Los pequeños cantos”, 1971, Alejandra Pizamik}

 

MARIA ALICE BRAGANÇA (Porto Alegre, RS). Poeta, jornalista, mestre em comunicação social. Ex-diretora da Associação Gaúcha de Escritores (2019/2020). Tem poemas em antologias nacionais e em Portugal, além dos livros “Quarto em quadro” e “Cartas que não escrevi”. Participa do coletivo Mulherio das Letras (Brasil, RS, Portugal e Europa).

.

197140456_10215263028729222_6928538822886085864_n.jpg

“A vida é uma tarefa que não pode ser dividida com ninguém.”

{Rachel de Queiroz}

 

MARIA ANTONIETA GONZAGA TEIXEIRA. Professora, Poeta, Escritora e Artista Plástica. Autora dos livros: “Encruzilhadas”, “Dos Pequizeiros às Araucárias”, “Cavanis: 50 anos no Brasil, Instituto Cristão: Arte e Vida”, “Uma vida: Affonso e Marieta, Castro: Cidade que se reinventa”, “Das lembranças às Saudades”. Participa de Antologias/Coletâneas, Exposições/Salões de Arte e Poesia no Brasil e no Exterior.

.

.

foto nova.jpeg

“Ainda que sendo tarde e em vão, / perguntarei por que motivo / tudo quando eu quis de mais vivo / tinha por cima escrito: "Não"”

{Cecília Meireles}

 

MARIA DA PAZ FARIAS – É mãe de Amanda e Servidora Pública do Judiciário Federal, com formação em Direito e pós-graduação em Direito Social. Cearense, nascida no Sertão do Ceará, reside em São Paulo desde 1992. Gosta de escrever por hobby.

.

MARIA DO CARMO.jpg

“Quanto invejo da pastora/ o viver simples e bom!/ Mas a mim negou o fado,/ não quis tivesse esse dom [...] Ai de mim! A quem a sorte/ de tão altos bens privou,/ ditosos dias ainda/ comigo não compartilhou”

{LIRA, de Ildefonsa Laura César}

 

MARIA DO CARMO DA SILVA SANTOS, natural de Mutuípe-BA (Brasil), professora, poeta e escritora. Membro do Mulherio das Letras e da Academia Internacional Mulheres das Letras. Autora do livro de “Poesias Retalhos de Vivências”. Participa de várias Antologias. Colunista no site de notícias: Tribuna do Recôncavo.

.

MARINA.jpg

“Poesia é o que nos tornamos nos momentos mais emocionantes de nossa vida – quando um querido amigo morre, quando um bebê nasce ou quando nos apaixonamos.”

{Erica Jong}

 

MARINA MARINO é pedagoga e iniciou seus escritos publicando livros infantis. Hoje escreve principalmente para mulheres, evidenciando o processo de desconstrução das crenças que impedem a liberdade, tendo publicado o livro “Divas”, “Mulheres Que Se Superaram” e participado de várias antologias. É editora, livreira e criadora da Voo Livre Revista Literária.

.

.

197890979_189726739819944_5255112375667818272_n.jpg

Entrar em conexão com a força das Deusas é também conectar-se com nossa força interior, é mergulhar profundo em nossas emoções.

É, ainda, acessar o portal do Sagrado Feminino de forma a estabelecer contato com o conhecimento Divino que habita cada uma de nós, mulheres e , por conseguinte, nos apropriar da Consciência Feminina por meio do amor, da ternura, da paciência e da Poesia.

 

RITA QUEIROZ é natural de Salvador, Bahia, Brasil. Professora, poeta, escritora. Autora de cinco livros de poemas e um de contos para o público adulto, cinco livros para o público infanto juvenil, organizadora de nove coletâneas. Integra os seguintes coletivos: Confraria Poética Feminina, Mulherio das Letras, Confraria Ciranda Poetrix e Caliib, além das seguintes academias: AVAL, AILB, AIML, AALIBB, NAISLA, AILAP e ACILBRAS.

225172246_10215472411923671_8786267375582722423_n.jpg

“O poder nunca é propriedade de um indivíduo; pertence a um grupo e existe somente enquanto o grupo se conserva unido.”

{Hannah Arendt}

 

SHIRLEY PINHEIRO, paranaense, nasceu e reside em Curitiba, escreve desde sua infância. Formou-se em Estudos Sociais, e pós-graduou-se pela PUC. Como poeta participou de várias antologias e coletâneas, brasileiras e portuguesas, desde 2015 e lançou seu próprio livro “Mercuria” em 2018.

.

231249627_10215509552092152_7749549107257275715_n.jpg

“Tu corazón va más deprisa que el vals.”
{Elena Garro}


SOCORRO BARROSO, mulher ousada e determinada, gosta de enfrentar os desafios de frente. Construiu carreira sólida na educação atuando como professora e gestora de escola. Além de tudo é fonte de inspiração para suas filhas e netos. Encontra-se em uma fase de sua vida, cheia de descoberta, rimas, sentimento e paixão.


 

TANIA.jpg

“Tráeme la puesta de sol en una taza.”

{Emily Dickinson}

 

TÂNIA ALVES – professora de educação infantil da Rede Municipal de Campinas. Formada em pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUC e com pós graduação em Alfabetização e Letramento pelo Centro Universitário Leonardo Da Vinci (Grupo UNIASSELVI).

.

.

227894935_10215496414283715_4479698985632122438_n.jpg

“Apesar de tudo eu ainda creio na bondade humana.”

{Anne Frank}

 

TEREZA BARROSO, de Maués/ AM, professora, poetisa, brasileira, formada em Letras Língua Portuguesa, pós-graduada em Docência Superior, Gestão Escolar, Mestra em Ciência da Educação e estudante do Doutorado.

.

.

201134270_10215292402183540_459486506578651601_n.jpg

“No modificado instante / Da vida passada a limpo / Aprendemos que somos / Quase nada / Diante do poema que calou-se! “

{Vânia Álvarez}

 

VALÉRIA PISAURO, natural de Campinas-SP, exerce intensa atividade cultural na literatura e na música, como poeta, roteirista e letrista musical. Participa de certames culturais, de idôneas antologias e de festivais de música, tendo sido premiada em vários deles.

.

227895639_10215494530516622_378290815524438048_n.jpg

“Amamos tanto

E a perda é cotidiana e infinita.”

{Hilda Hilst}

 

ZILDA DUTRA, nascida em Fortaleza-Ce, é professora de Língua Portuguesa. Graduada e mestra em Letras. Escreve poemas, contos e crônicas. Publicou sua primeira obra poética independente, em 2020, “De inferno e de flores”. Mantém uma conta no Instagran @projeto_poeme, de poemas autorais e de outros poetas.

.

.

234267360_10215529878360296_1171686452781499344_n.jpg

《O fenómeno mais herético é o amor. Ele não é bem recebido nem tolerado porque é uma força sem desistência e que não se revoga a si mesma.》

[Agustina Bessa-Luís]

 

MARIA JULIA FREIRE LOBO, de Manaus, AM, Brasil, Bacharel em Direito, pela UFAM, Auditora Fiscal do Trabalho. Pertence aos quadros da Academia de Letras do Brasil Amazonas (ALBAM); ALCAMA e ABEPPA. Tem livro de Poemas publicado, várias participações em Antologias e em Redes Sociais.

235698306_10215535250734602_6433903891308643294_n.jpg

«Não importa onde estejamos, a sombra que corre atrás de nós tem decididamente quatro patas.»

{Clarissa Pinkola Estés}

FRANCINÁ LIRA é amazonense, pedagoga – SEMED; Membro Efetivo da Academia de Letras do Brasil/AM. Membro-Fundadora da Associação Brasileira de Escritores e Poetas Pan-Amazônicos– ABEPPA e da Associação dos Escritores do Amazonas – ASSEAM; Poeta e escritora. Fundadora do grupo Formas em Poemas.

 

236166994_10215541605333463_1698773188034447943_n.jpg

《Pois viver deveria ser – até o último pensamento e derradeiro olhar – transformar-se.》

{Lya Luft}

 

LÍGIA SAVIO é natural de Porto Alegre onde atuou como professora de Português, Francês e Literatura. Dedica-se agora inteiramente a escrever. Publicou dois livros de poemas: “No Dorso da Palavra” (2015) e “Fios de Aço” (2018) e participou de várias antologias do Mulherio das Letras.

236183397_10215542648039530_3519931332485413403_n.jpg

《Pueden dispararle a mi cuerpo, pero no pueden dispararle a mis sueños.》
{Malala Yousafzai}

FLAVIA FERRARI, de Santana de Parnaíba/SP, é professora, escritora e poeta. Escreve contos infantis desde 2014. Estreou na poesia escrita em 2020, no início da pandemia. Antes seus poemas eram apenas pensamentos e sonhos. Teve poemas publicados pela Escrita Cafeína e pela Toma Aí Um Poema.


 

236086276_10215550149987074_6582579408407611816_n.jpg

《A vida se contrai e se expande proporcionalmente à coragem do indivíduo.》

{ Anaïs Nin}

 

WILMA AMÂNCIO DA SILVA, natural de Delmiro Gouveia, Alagoas. Poetisa, Educadora, Pedagoga e Pós-graduada. Autora do livro “As Alegorias” da editora Parresia. Participa de antologias nacionais, bem como coletâneas de poemas e contos. Membro da Academia Internacional Mulheres das Letras.

.

236581322_10215553552112125_3504855685978250963_n.jpg

《Sou metade agonia, metade esperança.》

{Jane Austen}

 

RENATA DA COSTA  mora nos EUA. Escritora, atriz, mãe e autista. Autora das obras “Meu Pequeno Grande Mundo”, “O banho de banheira”. Organizadora da “Antologia Talentos por trás do Autismo”. Membro das Academias AILB New York, AALIBB, Fundadora da AIML, AILAP, NAISLA, Condessa e Comendadora das Artes e Negócios do Brasil,

236622500_10215556002533384_3545155795615546502_n.jpg

《Todo mundo tem alguma estrada especial de pensamento ao longo do qual eles viajam quando estão sozinhos para si mesmos. E seu caminho de pensamento é o que faz todo homem o que ele é.》

{Zora Neale Hurston}

 

HELOISA HELENA GARCIA é paulistana apaixonada por pessoas e palavras desde menina, se tornou psicóloga e professora. Seus escritos revelam um tom pessoal, intenso e sensível. Acredita que escrever é mergulhar na experiência de si e de ser no mundo, emergindo sempre mais viva, presente e inteira.

237955781_10215557887300502_3903184192818447334_n.jpg

《Falei de como tinha tentado desde sempre, a fim de me impor, ser um homem na inteligência – percebi-me inventada pelos homens, colonizada por sua imaginação》

{Elena Ferrante}

 

CLÁUDIA LOPES (RJ) é tradutora e professora de português/italiano, graduada em Letras pela UFRJ. É fundadora, administradora e editora do Blog AffrescodellaLingua Italiana, Facebook e canal Youtube. Traduziu vários poemas da antologia bilingue Encontros com a poesia no mundo, publicada na Itália, 2016. Participou com dois poemas da “Coletânea Enluaradas I: Se Essa Lua Fosse Nossa”, 2021.

239243926_10215564330221571_9033384166771961067_n.jpg

《A alegria é a nossa evasão do tempo.》

{Simone Weil}

 

SILVIA GRIJÓ, de Anori, no Amazonas, é professora, poeta, escritora, graduada em Ciências Biológicas, pós-graduada em Educ. e Desenvolvimento Social.Participou de diversas antologias/ coletâneas local, nacional e internacional. Autora do livro MULHER À FLOR DA PELE – (Editora Palavra da Terra/2017).

.

236476288_10215567391738107_831514407825193277_n.jpg

《Os poetas são poesia, os escritores são prosa — Na prosa pode caber tudo, inclusive a poesia, mas na poesia deve haver só poesia》

{Wislawa Szymborska}

 

CARLA DE SÀ MORAIS é Luso-Suíça, nasceu em Angola, passou por Portugal, mas é a Suiça há mais de 25 anos o seu país de adoção. Embora escreva desde a adolescência, é somente a partir de 2015 que entra no universo literário nacional e internacional, tendo participado em mais de 50 antologias. Foi premiada várias vezes pelos seus trabalhos. É Diretora-adjunta da Helvetia Edições.

240816021_10215576242719376_2156637669321828567_n.jpg

《Muda e sonhadora, debruçada à janela, diante do magnífico espetáculo que se desenrolava diante de meus olhos. (...)》

{Nísia Floresta}

 

FÁTIMA MOTA – Cearense, taurina, poeta. Seus textos estão publicados em sites, revistas literárias e livros didáticos. Participa atualmente de Antologias físicas e digitais. Gosta de viajar, ler e escrever. É avó de Maria Yasmin , sua inspiração maior para poetizar a vida.

240016034_10215580646469467_7201450819464413541_n.jpg

《Nós morremos. Esse pode ser o significado da vida. Mas nós fazemos linguagem. Essa pode ser a medida de nossas vidas.》

{Toni Morrison}

 

FRAHM TORRES é Santa Luzia, MA; professora de Linguagens, licenciada em Letras; Psicopedagoga; especialista em Gestão da Educação; ativista cultural, escritora e poetisa, com participação em diversas coletâneas literárias; membro efetivo da AJEB/MA.

240791201_10215583408138507_4364116167328463737_n.jpg

 El arte de perder no es difícil de dominar.》

{Elizabeth Bishop}

DORONI HILGENBERG é paranaense, mas radicada em Manaus desde 1980.
É pedagoga, escritora, poetisa e trovadora. Autora dos livros de poemas "Estrelas no meu Caminho" e Fragmentos" além de diversas antologias. Acadêmica do Instituto da Poesia Internacional e da Academia de Letras do Brasil.

241044986_10215588596668217_1348782978898223621_n.jpg

《Para que preciso de pés quando tenho asas para voar?》

{Frida kahlo}

 

ROSANGELA MARQUEZI é professora por formação e atuação, mas sonhadora de um mundo melhor por opção! Formada em Letras Português Inglês, trabalha na UTFPR Campus Pato Branco. Escreve poemas, crônicas e contos e já participou de diversas coletâneas e antologias. Além dos textos literários, tem artigos científicos publicados e já participou da organização de livros.

241280278_10215595705485933_6346687686116090219_n.jpg

«Nací a la orilla del mar. Mi primera idea del movimiento y de la danza me ha venido seguramente del ritmo de las olas...»

{Isadora Duncan}

 

CLARA ATHAYDE - Apesar de sua formação em Arquitetura e urbanismo, desenvolveu atividades na área comercial durante longo tempo. Contudo mantendo sempre o gosto pelas artes em geral, em especial a escrita poética.

241318152_10215599150772063_3944401663144769956_n.jpg

«O artista deve possuir a alma corajosa que ousa e desafia»

{Kate Chopin}

 

NELI GERMANO reside em Porto Alegre/RS/Brasil. Arquivista aposentada. Curso Superior (Incompleto) em Letras e Serviço Social pela ULBRA Canoas/RS. Participação em oito antologias, poemas publicados em jornais e revistas alternativos de cultura (Gente de Palavra, Entreverbo e Todas Escrevemos) e tem um livro solo, Casa de Infância. Integra o Coletivo Mulherio das Letras.

241019190_10215605283885387_3173828226189952330_n.jpg

«E o pra sempre... sempre acaba.»

{Cassia Eller}

 

ANA MARIA ROCHA BARROZO é pedagoga, educadora de jovens e adultos. Atuante em projetos de desenvolvimento socieconomico em comunidades do nordeste do Brasil. Desde sempre escritora. Conhecedora de diversas realidades por percorrer e vivenciar caminhos nacionais e internacionais.

241179096_10215609779477774_476010062437634603_n.jpg

«¿Quién puede entender los mil hilos que unen las almas de los hombres y el alcance de sus palabras?»

{Carmen Laforet, “Nada”, 1945}

 

RITA DELAMARI, poeta curitibana, é autora dos livros: “Das pedras às flores”, Ed. Íthala, 2011; “Da janela do quarto”, Ed. Blanche, 2015; “Contornos e contrastes”, Marianas Edições, 2018; coautora em antologias, nacionais e internacionais. 1º Sargento da Reserva na PMPR; possui formação acadêmica em Pedagogia. É membro efetivo do Centro de Letras do Paraná.

241520435_10215613198883257_6946654271195025798_n.jpg

«La democracia es la sociedad en la cual no sólo es permitido, sino exigido, el ser persona.»

{María Zambrano}

 

MISSANDRA ALMEIDA – Licenciada em História, Acadêmica de Psicologia, “Natural” de Coração de Maria, Bahia, reside em Aracaju, Sergipe. Uma poetisa sergibaiana. Publicou em Antologias como Mulher Poesia, vol.5 Cógito Editora, Poesia Agora, outono 2020, Ed. Trevo e “Coletânea Enluaradas I: Se Essa Lua Fosse Nossa”.

241636730_10215617379787777_5068329447124276548_n.jpg

«Como hoje, uma palavra, uma imagem, um gesto bastavam para fazer ressurgir outros, lembranças, ao sabor dos acasos, como os vários rolos de um filme projetados fora de ordem, ajudando-me a reconhecer o desconhecido.»

{Maria Valéria Rezende}

 

DIRCE CARNEIRO, mineira, mora em SP, Capital. Formação em Letras pela USP. Participa de coletivos literários, coletâneas, antologias. Dois livros publicados: Retrato em Verso e Vista (Vol.6 Coleção 2 – Mulherio das Letras 2020 – Ed. Venas Abiertas – MG); Mistérios da Quarentena (Infantil e infanto-juvenil – 2021 – Ed. Sarau das Letras – RN). Escrever é ressignificar o real.

241687234_10215620237859227_2825594167677333683_n.jpg

«A dor é a origem do conhecimento.»

{Simone Weil}

 

RAQUEL B. escreve embrulhos, pequenas mensagens cuja digestão pode não ser tão imediata. É formada em Ciências Sociais. É sapatão, militante LGBTQIA+.

241741565_10215625920361286_6522904767707044626_n.jpg

«Eu pessoalmente acho que [nós] desenvolvemos a linguagem por causa da nossa profunda necessidade interior de nos queixar.»

{Jane Wagner}

 

VÂNIA ORTIZ é formada em Letras, Pedagogia, Pós-Graduada em Gestão Educacional, Especialista em Neuropsicologia, Mestre em Linguística Aplicada e Doutora em Neurociência, atua como Diretora Pedagógica e Consultora Educacional. É, também, a responsável pela ATHOS EDUCACIONAL. Amante da literatura, dos livros e da poesia, usa seu tempo livre para ler e escrever. v_ortizcamargo

241786245_10215635141311804_5063309974645292645_n.jpg

«Dentro das persianas encostadas

o sol vagueia pelo chão.

Até o linho se agarra à pela.

O rumor da água nos regos

insinua-se na sesta

alisa o ardor do ar. »

{A Sesta, de Maria da Saudade Cortesão Mendes}

 

CARLA RAMOS (Curitiba/PR) é Mestre em Teoria Literária, Psicóloga Junguiana especialista em MKT e Propaganda. É um Ser Ígneo Leão com Áries. Livros: Vozes de uma Alma, o Melhor de mim, Elas são de Marte: Mulheres sem censura, As Herdeiras de Lilith, Parnaso Poético, Conexão Feira do Poeta e Poetas no Divã.

242069883_10215643863769860_4414976022766343548_n.jpg

«Hay que escuchar a la cabeza, pero dejar hablar al corazón.»

{Marguerite Yourcenar}

 

ANA MENDES é luso-angolana, autora de dois livros (inf- juvenil e rom. policial) em francês e português; Co-autora em 50 Antologias e Coletâneas na França, Bélgica, Itália, Suíça, Portugal e Brasil. Premiada em concursos, poesia e contos/2020 & Menções Honrosas 2020 e 2021/ poesia. Acadêmica em seis Instituições: Brasil/Suíça/Portugal/Itália.

201582601_10215339626084108_3628123291223185102_n.jpg

《Escreve-me! Ainda que seja só / Uma palavra, uma palavra apenas, / Suave como o teu nome e casta / Como um perfume casto d’açucenas!》

{Florbela Espanca}

 

CRIS ARANTES - poeta escritora, compositora, musicista. Tem um Canal no YouTube: CRIS ARANTES VARAL DE POESIAS.

242096515_10215648091875560_1044570644707331653_n.jpg

«Eu não nasci rodeada de livros, e sim rodeada de palavras.»

{Conceição Evaristo}

 

MANUELA DIPP, nascida em Porto Alegre, formada em Direito pela PUCRS, escreve poemas desde criança e coordena desde julho/2020 o Sarau da Invencionática, realizado online, do qual participam poetas, músicos e atores de todo o Brasil e da Argentina.

235561255_10215515561442382_2429776893527129427_n.jpg

《Escrever é, para mim, como fazer croché: tenho sempre medo que se me escape uma malha.》

{Isabel Allende}

 

GABRIELA LAGES VELOSO – Contista, cronista, poetisa e ensaísta. Atualmente é colunista das Revistas Sucuru e Literatura Errante. Em 2020, estreou no mundo das letras com a publicação do conto O Relicário na Revista Intransitiva (UFRJ). E, em 2021, tem colaborado com revistas nacionais e internacionais, bem como participado de antologias e coletâneas.

230814357_10215514817023772_3854086783718172786_n.jpg

《A evolução é um processo lento.》

{Agatha Christie}

 

LIZ RABELLO tem pós-graduação em Literatura Moderna e Gramática da LP, Mestre em Comunicação e Semiótica. Escreve como quem salga páginas de tinta com lágrimas. Memórias, reais ou fictícias, quando a fantasia se une à realidade. Utopias, que só lhe servem para caminhar. Lutas, para lhe dar mais forças para guerrear. Usa armas palavras.

242313575_10215658988547970_2029038282514362051_n.jpg

«Ama sin medida, sin límite, sin complejo, sin permiso, sin coraje, sin consejo, sin duda, sin precio, sin cura, sin nada. No tengas miedo de amar, verterás lágrimas con amor o sin él.»

{Chavela Vargas}

 

TERESA BENDINI, escreveu o livro “Poema em Azul”, pela Editora TELUCAZU, 2018. É autora de sete livros infantis. No Livro: “Krenak, o menino dos braços compridos”, a autora produz a sua versão para crianças do urgentíssimo texto de Ailton Krenak: “Ideias para adiar o fim do mundo”.

243469666_10215692398543199_2158480590212580072_n.jpg

«Costuro o infinito sobre o peito.»

{Hilda Hilst}

 

DILERCY ADLER, natural de São Vicente Férrer/MA/Brasil. Psicóloga, Dra. em Ciências Pedagógicas, Ma. em Educação. Publicou 12 livros de Poesia. 03 livros acadêmicos, 02 biográfico e 01de história infantil. Organizou 12 Antologias e tem participação em antologias nacionais e internacionais. Contemplada com prêmios, troféus e menções honrosas por trabalhos poéticos e culturais. Membro fundador e Presidente (Biênio 2016-2017) da Academia Ludovicense de Letras – ALL, Membro Efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão – IHGM, Presidente da Sociedade de Cultura Latina do Brasil.-SCLB.

243641418_10215698828303939_7085049215016117575_n.jpg

«La finalidad de la vida no es prosperar sino transformarse.»

{Elena Poniatowska}

 

PRISCILA CAVALCANTI, cearense de Fortaleza/Brasil, é escritora, poetisa. Membro Imortal de quatro Academias: ACTur – Academia Cearense de Turismo, Cadeira nº 01 (Presidente de Honra-vitalício), ACLA CEARÁ (Academia de Ciências, Letras e Artes Columinjuba), ALBAP Academia Luso-Brasileira de Artes e Poesias (virtual), Cadeira nº 49, ALJUG Academia de Letras Juvenal Galeno Ceará, cadeira nº 44, cargo: Diretora de Eventos.

244524993_10215709475290107_1084893708193156101_n.jpg

«el poeta es el que sueña los sueños de los demás antes que los demás y trata de que esa felicidad se comparta y se extienda»

{Marifé Santiago, in Revista 7iM-Periodismo ultraperiférico}

CRIS LIRA é escritora e professora. Pela Editora Venas Abiertas, publicou seu mais recente livro O mundo é esse lugar (2020), além dos livros No país da infância e Ponte para o poente (2019) como parte da Coleção I do Mulherio das Letras que foi finalista do Jabuti em 2020.

245141244_10215726937086641_4952915715268853808_n.jpg

«(...) quando percebi que eu sou poetisa fiquei triste porque o excesso de imaginação era demasiado.»

{Carolina Maria de Jesus}




 

245054222_10215726134226570_148560831285366814_n.jpg

«Vai ser coxo na vida é maldição pra homem.

Mulher é desdobrável. Eu sou.»

 

{Adélia Prado, poema "Com licença poética"}

 

 

244996832_10215729547431898_1077025358057391217_n.jpg

«A vida é como um sonho; é o acordar que nos mata.»

{Virginia Woolf}

A cada mão que seguramos, nesta Ciranda de Deusas, é um universo sagrado que contemplamos. A sua trajetória de vida nos interessa, nos faz crescer, nos fortalece, porque, a cada voz, que paramos a escutar, se mistura a outras tantas e nos faz mergulhar, de forma particular e especial, no profundo rio da Consciência Feminina, numa conexão que vai para além do humano, alcança esferas divinas outras, nos abraça, nos comove e nos alimenta de inspiração/paixão pela vida. É preciso alçar voos para avistar novos prados, o “lugar-comum” que nos designaram, por força, nunca nos pertenceu. Há um caldeirão de metáforas pululando aqui dentro... E aí dentro?

(Marta Cortezão)

 

Agradecemos, especialmente, a todas as autoras que nos deram o prazer da agradável companhia em mais uma viagem poética, agora pela Coletânea Enluaradas II: uma Ciranda de Deusas, e também à parceria da Sarasvati Editora, de @vaniaclarespoetisa.

 

Nossa coletânea já está a caminho da gráfica. Em breve, dividiremos com vocês a versão e-book de nossa viagem poética pelo mundo das Deusas que nos fazem morada. Adianto que a obra está ficando um primor, daquele nosso jeito particularmente diverso e enluarado de ser!

 

Continuaremos realizando nossas ações literárias e promovendo a Literatura de Autoria Feminina via IG @coletaneaenluaradas2021 (Instagram), grupo privado e página Enluaradas (Facebook), canal do Youtube Banzeiro Conexões, blog Feminário Conexões e ainda nos perfis pessoais @mcortezao @patricia.cacau (Instagram) e Marta Cortezao, Patricia Cacau (Facebook). Junte-se a nós! É muito importante que o voo seja feito em bando, porque #demaosdadassomosdeusas e #juntasasenluaradas!

.

248968821_4455996251134428_7215872064037269167_n.jpg
248347409_4455996494467737_625274666803597900_n.jpg
251150595_4455996701134383_3728558853660105910_n.jpg
apresentação e-book 2.jpg

E-BOOK CLIQUE AQUI

Inscrito no Prêmio Jabuti em 20/04/2022

Visualizar Inscrição · Portal de Serviços CBL_page-0001.jpg
Visualizar Inscrição · Portal de Serviços CBL_page-0002.jpg