CAPA ESCOLHIDA.jpg

Passado a Daniel Lourenço o tema da nossa SALVANTE V – REMINISCÊNCIAS DO TEMPO, rapidamente sua sensibilidade o levou à criação! E o nosso poeta das cores absorveu, com muita arte, a essência do tema: a ampulheta medindo os nossos dias, a olhada no espelho para o que não lembra mais os nossos vinte anos, os sinais dos dias vividos... Quanto isso nos limita o prazer de viver?  Quantas marcas fez o tempo na alma? Quanto o vivido nos inibe e assusta? Na maturidade, os sentimentos amadurecem, mas não o bastante para concluirmos que tudo foi finalizado. Quantas vezes nos permitimos o arrepio, a emoção, a realização de um sonho, um novo par, um recomeço?  E que tal embarcarmos, como já fizemos na adolescência, e viajarmos na poesia com desejos e fantasia?  A Sarasvati Editora convida vocês a essa reflexão, com margem para muita inspiração. E que seja liberado o sonho e a permissão de viver, sem limites nem preconceitos, apesar do indelével, das decepções e desafios, apesar de pensarmos tudo saber. Que o deus do tempo, Kronos, esse algoz implacável, nos traga também a graça e a certeza da plenitude, porque ainda podemos provar que tudo vale a pena!